Últimos Posts

quarta-feira, 17 de maio de 2017

UMA VERDADE “MAL DITA”, PODE CAIR PIOR QUE UMA MENTIRA

UMA VERDADE “MAL DITA”,
PODE CAIR PIOR QUE UMA MENTIRA



Falar a verdade! Eis um grande desafio! Para nós, cristãos, a verdade está no conteúdo da mensagem de Jesus Cristo a quem seguimos: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida!” (Jo 14,6). Quase sempre sentimos dificuldade em sermos autênticos, em ser nós mesmos diante dos outros.

Outra dificuldade que sentimos é a de corrigir ou criticar construtivamente alguém, com medo de sermos mal interpretadas. Com esta postura, escondemos a verdade e acabamos praticando a mentira, até mesmo em nome do amor. Esta não é uma postura correta. 

Para que haja crescimento em qualquer área da vida, a pessoa precisa saber o que há de errado em suas atitudes. Só assim ela poderá reconhecer a sua falha e procurar a devida correção. Se uma pessoa ama alguém, ela não pode esconder desse alguém a verdade, sob pena de prejudicá-lo. 

Na vida de cada dia, a falta de sinceridade que gera mentira, pode acontecer dentro de casa, na própria família. Certo pai precisava dizer para sua filha adolescente que o namoro dela não era ideal naquele momento, pois estava atrapalhando os estudos. Mas ele não tinha coragem de dizer a verdade com medo de ofender a sua filha apaixonada. 

O amor é dependente de uma atitude. O amor é uma ação, não um sentimento simplesmente. É impossível amar sem agir. Sem dúvida, a preocupação desse pai nascia do amor, mas a sua falta de atitude não demonstrava amor para com a filha. 

Encontramos pessoas maravilhosas que são verdadeiros amores, mas escondem a verdade. Outras, falam a verdade, mas não demonstram amor. É preciso equilíbrio. As pessoas tendem a ver a verdade e o amor como forças opostas, difíceis de serem conciliadas. A falta de um equilíbrio entre as duas forças pode ser fatal, porque ao esconder a verdade em nome do amor provoca-se estagnação no crescimento espiritual e material da pessoa amada.

É necessário lembrar que a verdade deve ser dita com sabedoria. Ela tem o dia, o momento certo e a maneira de falar. A falta de sabedoria em falar na hora errada e de forma estúpida pode cair pior do que o efeito de uma mentira. Lembro-me de uma senhora maravilhosa que sofria com a bebida e vida de traição do marido. Só que ela esperava o “dito cujo” chegar embriagado da rua, para “quebrar o pau”. O resultado foi triste – violência, delegacia, separação...


À medida que crescemos em nosso relacionamento com Deus, nós crescemos também em nossa capacidade de abordar os desafios da vida com a verdade. O Espírito Santo fará em nós o discernimento necessário para tratar cada situação com sabedoria. Busquemos, então, ter sempre como meta, o crescimento da nossa espiritualidade, para evoluirmos na sabedoria e graça de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguir por E-mail