Últimos Posts

terça-feira, 20 de junho de 2017

12/06 - Mt 5,1-12

12 de Junho de 2017


evandia

Mateus 5,1-12

Vendo as multidões, Jesus subiu à montanha e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se, e ele começou a ensinar: “Felizes os pobres no espírito, porque deles é o Reino dos Céus. Felizes os que choram, porque serão consolados. Felizes os mansos, porque receberão a terra em herança. Felizes os que têm fome e sede da justiça, porque serão saciados. Felizes os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Felizes os puros no coração, porque verão a Deus. Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. Felizes os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus. Felizes sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque é grande a vossa recompensa nos céus”.




            Entendendo


NO ALTO DA MONTANHA JESUS RELACIONA
QUALIDADES E SITUAÇÕES QUE LEVAM À SANTIDADE!

No Sermão da Montanha, que também chamamos “Bem-aventuranças”, Jesus respondeu à pergunta: Quem são os santos?

Santos são os pobres em espírito, cujos corações estão centrados em Deus e que rejeitam toda espécie de idolatria.

Santos são os mansos, que não respondem com violência a violência, herdando assim um bem que os violentos não alcançam.

Santos são os aflitos, que impotentes diante de situações dramáticas não pretendem ter solução para tudo.

Santos são os famintos e sedentos de justiça, que não pactuam com a maldade, nem se deixam levar pela lógica da dominação.

Santos são os misericordiosos, cujo destino consistirá em viver a comunhão definitiva com o Deus-misericórdia.

Santos são os puros de coração, que não agem com segundas intenções e nem falsidade, mas sim, com transparência.

Santos são os promotores da paz, que procuram criar laços de amizade e banir toda espécie de ódio, a fim de que o mundo seja mais fraterno.

Santos são os perseguidos por causa da justiça, que lutam para fazer valer o projeto de Deus para a humanidade.



Atualizando


A “LIBERDADE HUMANA” NÃO BASTA!
NECESSITAMOS DA “LIBERDADE DE ESPÍRITO!”

As Bem-aventuranças proclamadas por Jesus no alto da montanha só podem ser compreendidas com o coração aberto, e não com a inteligência humana.

São os novos mandamentos. Mas se não tivermos o coração aberto ao Espírito Santo, parecerão bobagens. Pois ser pobre, doce, misericordioso parece não levar ao sucesso. E esta é a lei dos livres, com aquela liberdade do Espírito Santo. 

Uma pessoa pode regular sua vida com base num elenco de mandamentos ou procedimentos, mas isso não nos traz a salvação. Para entender “esses novos mandamentos”, necessitamos da liberdade que “nasce do Espírito Santo, que nos salva, que nos consola” e “dá a vida”.

Peçamos ao Senhor a graça de segui-Lo, mas com esta liberdade. Porque se quisermos segui-Lo somente com a nossa liberdade humana, no final nos tornaremos hipócritas como aqueles fariseus e saduceus que brigavam com Jesus.

Peçamos a graça de abrir o nosso coração à consolação do Espírito Santo, para que esta consolação, que é salvação, nos faça entender bem esses mandamentos. Assim seja!

Papa Francisco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguir por E-mail