Últimos Posts

quarta-feira, 17 de maio de 2017

12/05 - Jo 14,1-6

12 de Maio de 2017


evandia

João 14,1-6

“Não se perturbe o vosso coração! Credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Não fosse assim, eu vos teria dito. Vou preparar um lugar para vós. E depois que eu tiver ido e preparado um lugar para vós, voltarei e vos levarei comigo, a fim de que, onde eu estiver, estejais vós também. E para onde eu vou, conheceis o caminho”. Tomé disse: “Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?” Jesus respondeu: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim”.




Entendendo


“NÃO FIQUE PERTURBADO O CORAÇÃO DE VOCÊS”

Os discípulos do Ressuscitado têm um grande desafio: Pautar a própria vida pelo ideal do Reino, num mundo hostil que rejeita o amor, e isso tem um preço a ser pago. Para isso é necessário que eles estejam conscientes do objetivo da missão, caso contrário serão vencidos pelo desânimo.

Jesus sabe das dificuldades que seus continuadores irão enfrentar e procura tranquiliza-los apelando para a fé: “Não se perturbe o vosso coração! Credes em Deus, crede também em mim”. Suas palavras servem de encorajamento nos momentos de dúvidas que perturbam o coração deles.

Jesus ainda diz: “Vou preparar um lugar para vós”. Simbolicamente, Ele referiu-se a uma casa com muitas moradas. Casa lembra afeto, convivência, intimidade. As muitas moradas significam a disposição do Pai para acolher a todos, sem exceção. Quem chegar à casa do Pai, será recebido por Ele. Esse lugar de acolhida será preparado por Jesus, que chegará por lá antes dos discípulos.




Atualizando


A MORTE CONTINUA
ASSUSTANDO E PROVOCANDO MEDO

Jesus sabia da dureza de encarar a morte e, no seu lado humano, chorou a morte de Lázaro, seu amigo. Por isso fez um discurso no evangelho de hoje, dando segurança àqueles que partem acreditando em sua promessa. Compara o céu com a nossa morada, para nos familiarizar mais com a outra vida.

Não é fácil deixar tudo, depois de ter planejado a vida, constituído família, trabalhado, estabelecido laços de amor e amizade e, de uma hora pra outra, sentir que tudo foi desfeito... Somente a fé pode ser nosso consolo. Acreditar que nossa vida não acaba no cemitério, e que nossa história construída aqui é continuada.

Há um texto no livro da Sabedoria (3,1-6) que afirma ser a morte uma desgraça, um fracasso para aquele que não tem fé; mas, para o que chega a um estágio elevado de fé, a certeza de que existe outra vida superior a esta, o consola.


Para uma pessoa materialista, que investe todas as cartadas neste mundo, os bens materiais são sua maior motivação de vida. Para os que têm fé, mesmo possuidor de muitos bens, saberão relativizá-los e colocarem sua confiança maior nos valores que permanecem e continuam depois desta vida.       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguir por E-mail